Política

Após derrota para Câmara, Marianna se tornou prefeita de Pau dos Ferros

Uma história que pode servir para muitos como inspiração. Era Outubro de 2012, após uma campanha falando em juventude e com um protagonismo como poucos, chegou o dia do veredito final e as urnas confirmariam a chegada da jovem Marianna Almeida, filiada ao Democratas, na Câmara Municipal de Pau dos Ferros.

Marianna iria compor a bancada de sustentação de Fabrício Torquato, candidato a prefeito pelo sistema e que também confirmaria a vitória naquele domingo.

Dos 9 vereadores eleitos em Pau dos Ferros, cinco eram do partido de Marianna, mas ao abrir as urnas a surpresa: Marianna não estava entre os eleitos. Foram 460 votos pela renovação, mas ainda não era o dia e nem a hora dessa jovem.

O tempo passou e muita coisa aconteceu. O grupo vitorioso em 2012 rachou e, quatro anos depois, Fabricio Torquato tentou uma reeleição difícil, perdendo para o sistema que o elegeu, do Deputado Getúlio Rêgo.

Em 2020, seguindo a tradição, o filho de Getúlio buscava a sua reeleição. Por já ter sido eleito, reeleito e conquistado a prefeitura de volta, sua vitória neste ano era dita como certa por muitos. Na oposição, poucos nomes para tentar desbancar o favoritismo do atual prefeito Leonardo Rêgo e após uma série de encontros chegou ao consenso que a jovem Marianna Almeida, agora advogada, mais madura e convicta da renovação que defende na politica da sua cidade, enfrentaria o que seria o maior desafio da sua trajetória.

Campanha durissima. A maquina da prefeitura de Pau dos Ferros, operacionalizada pela família Rêgo, se torna algo realmente muito duro de enfrentar. A “falta de experiencia” de Marianna, logo virou sua grande vantagem competitiva.

Pesquisas começaram apontar uma virada. O deputado Getúlio acusou os institutos de pesquisa de forjarem a realidade. O povo comprou a declaração como uma provocação.

O domingo da eleição chegou, dessa vez Marianna esperava pelo resultado diferente, ao lado da família e com muita esperança, o destino provaria que seu primeiro cargo eletivo seria dado justamente para o poder executivo municipal. Ela já teria entrado para a história por tirar o favoritismo do atual prefeito e polarizar a eleição de forma surpreendente.

Urnas abertas e os 460 votos da então candidata a vereadora, se transformaram em uma maioria de mais de 1.500 votos, histórico. Mas não só pelos números, como também pelo fato: É a primeira mulher a ser eleita prefeita de Pau dos Ferros.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo