Política

Dia Nacional do Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é debatido na Câmara de Parnamirim

Em referência ao dia 18 de maio, data que marca a mobilização Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Vereador Thiago Fernandes, coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, fez uso da tribuna da Câmara Municipal de Parnamirim para reforçar o seu compromisso na batalha contra essa violência mundial. 

“O nosso mandato quer convocar todos os cidadãos de Parnamirim para apoiar e divulgar a campanha ‘Faça Bonito. Proteja nossas Crianças e Adolescentes’, que no nosso município é encabeçada pela Secretaria Municipal da Assistência Social (SEMAS)”, convidou o vereador.

Em Parnamirim, no ano de 2020, foram registrados 23 casos de abuso e quatro casos de exploração sexual contra crianças e/ou adolescentes. Os dados são do setor de Planejamento da SEMAS. É importante frisar que esses são os casos que chegam ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) da cidade, a existência de subnotificação é uma realidade. “Temos consciência do grande desafio que é fazer com que as denúncias aconteçam, mas precisamos incentivá-las, porque essa é uma das nossas principais defesas para reduzir a violência contra as nossas crianças e adolescentes”, ressaltou Thiago Fernandes.

Para se ter uma ideia do volume de abusos, em todo o Brasil, de 2011 ao primeiro semestre de 2019, foram registradas mais de 200 mil denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes, segundo dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, por meio do serviço Disque 100. 

Como prevenir?

As atitudes a serem adotadas para prevenir os casos de violência sexual infantojuvenil são básicas, cuidar das crianças e dar a elas toda a atenção que puder; saber sempre onde elas estão, com quem estão e o que estão fazendo; orientar a não aceitar convites, dinheiro, comida e favores de estranhos, especialmente em troca de carinho; sempre acompanhar em consultas médicas; criar um ambiente familiar tranquilo; conhecer seus amigos, principalmente os mais velhos; supervisionar o uso da internet (Facebook, Twitter, chats, etc.); orientar a não responder emails de desconhecidos, enviar fotos ou fornecer dados.

Como identificar?

Para identificar que uma criança está sofrendo abuso é preciso ficar atento aos sinais. Mudanças de comportamento como alterações de humor, agressividade ou introspecção, vergonha excessiva, medo ou pânico, rebeldia, ataques de raiva, comportamentos infantis, que já abandonou anteriormente, como chupar o dedo, por exemplo, são sinais de alerta.

Problemas de saúde psicossomáticos, como enfermidades sem aparente causa clínica, como dores de cabeça, erupções na pele e alterações gastrointestinais e comportamentos sexuais, interesse repentino por questões sexuais ou brincadeiras de cunho sexual, com palavras ou desenhos que se refiram a partes íntimas, devem ser observados com atenção.

Como denunciar?

Denunciar casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes é importante para a proteção da vítima e também para mobilizar os órgãos públicos municipais, estaduais e federais para combater os diferentes tipos de violência. Além disso, leva os órgãos responsáveis a refletir na elaboração de políticas públicas que garantam a proteção da sociedade civil e da vítima, além de fazer com que o violador assuma seu erro judicialmente.

O Disque 100, ou Disque Direitos Humanos, é um canal de atendimento 24 horas que recebe, analisa e encaminha denúncias de violação dos direitos humanos, incluindo os casos contra crianças e adolescentes, para os órgãos responsáveis. As ligações são gratuitas (e anônimas) e podem ser feitas de qualquer telefone fixo ou celular.

  • Via telefone: Disque 100
  • Via site: ouvidoria.mdh.gov.br
  • Via app: Direitos Humanos Brasil
  • Via WhatsApp: 61 99656 5008
  • Via Telegram: Direitoshumanosbrasilbot

Em Parnamirim, procure pelos Conselhos Tutelares ou pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS):

CREAS

Rua Aspirante Santos, 239 – Santos Reis

Fones: 3644-8502

Conselho Tutelar 1

Tenente Osório, 216  – Santos Reis

Fones: 3644 8326 / 9 8855 2268 – Plantão

Conselho Tutelar 2

Rua das Garças, 15 – Nova Parnamirim  

Fones: 3608-2871 / 3208-4741 / Plantão: 9 8841-4633

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo